Título do TCC:

Um estudo sobre a personalidade e a caracterização da psicopatia


Autores:

Carlos Luciano Piacentini


Orientadores:

Clayton Luiz Zanella


Assunto:

Psicopata, Transtorno, Sociopata, Transtorno de personalidade antissocial


Resumo:

Consoante à bibliografia indicada, o presente trabalho tem por objetivo descrever as características que definem um psicopata, ou pelo menos tentar, uma vez que o tema é extremamente polêmico e não existe um consenso entre os especialistas. A complexidade do tema ainda é um enigma em discussão. Para facilitar a compreensão do leitor, foi necessário trazer os conceitos de personalidade, constituição, temperamento e caráter, os quais, juntamente com outros conceitos, encontram-se devidamente citados no corpo desta pesquisa bibliográfica. Em razão da íntima relação existente entre os conceitos apresentados, individualizá-los em suas definições facilita a compreensão dos objetivos do estudo. A personalidade, apesar da dificuldade em conceituá-la, pode ser resumida como a soma de temperamento e caráter. Quanto à constituição, essa é a parte física do ser humano, a qual, por sua vez, está diretamente relacionada ao desenvolvimento da personalidade. No que tange ao temperamento, destaca-se que essa é a parte genética do indivíduo. O caráter, por outro lado, pode ser entendido como o resultado das interações humanas com o ambiente externo. Os sintomas são as queixas de caráter subjetivo relatadas pelo paciente. Entretanto, a síndrome pode ser entendida como um conjunto de sinais e sintomas. O problema da pesquisa propôs investigar e buscou traduzir a figura controversa e enigmática do psicopata, a qual ainda é objeto de futuras descobertas para ciência. O objetivo geral, conforme o tema apresentado sugere, é descrever as principais características que definem a personalidade dos psicopatas. Sendo assim, o objetivo específico teve como finalidade principal fornecer informações que facilitem a identificação por parte de leigos - bem como de profissionais da psicologia e áreas afins - da figura do psicopata. Além disso, tentar elucidar se o Transtorno da Personalidade Antissocial pode ser definido como Psicopatia ou Sociopatia. A metodologia empregada foi a pesquisa bibliográfica. Os principais resultados do presente trabalho apontam que existem dois entendimentos que dividem pesquisadores e especialistas quanto ao Transtorno da Personalidade Antissocial e Psicopatia. O primeiro é que ambos tratam do mesmo objeto, ou seja, são sinônimos. O segundo entendimento dispõe que, apesar de haver muitas semelhanças entre o referido transtorno e a psicopatia, o que diferenciaria os dois seria a capacidade de planejamento, o excesso de arrogância e uma insensibilidade mais acentuada no indivíduo psicopata. Destaca- se também que, quanto ao tema, não existe um denominador comum, ou seja, não há um entendimento uníssono entre pesquisadores e especialistas. Sendo assim, o transtorno da personalidade antissocial e psicopatia se inter-relacionam, mas o presente trabalho, apesar da polêmica que divide opiniões, tentou fazer uma breve diferenciação entre esses transtornos. Portanto, em que pese a divergência entre os especialistas da área, independentemente da nomenclatura, devemos dar destaque aos ensinamentos da Psiquiatra Ana Beatriz Barbosa Silva, que explica que "todas essas terminologias definem um perfil transgressor". Portanto, devemos estar atentos às características do referido perfil. Sendo assim, concluiu-se que, apesar de bem delineadas as características do psicopata, o tema ainda é bastante controverso.


PDF:
Download

Indexado em: julho 1, 2021
Cursos Associados: Psicologia
Tags Associadas: Nenhuma Tag associada a publicação