Título do TCC:

Os impactos psicológicos resultantes do aborto espontâneo


Autores:

Sara Rafaely Albiero


Orientadores:

Madaline Ficagna Roveda


Assunto:

Aborto espontâneo, Aborto, Gestalt-terapia, Psicólogo


Resumo:

O presente trabalho surgiu da necessidade de pesquisar e compreender sobre a problemática do aborto. Para tal, realizou-se uma pesquisa bibliográfica qualitativa com a finalidade de revisar as literaturas existentes fazendo um estudo detalhado sobre a problemática do aborto. Num primeiro momento foi feito um resgate sócio histórico sobre o aborto, com objetivo de conhecer desde o princípio como era visto este tema tão debatido atualmente. Foi identificando que é uma prática muito antiga realizada por todos os povos, nem sempre foi considerada criminosa, era utilizado como controle de natalidade. O aborto é a palavra empregada para denominar a interrupção da gravidez antes do término normal da gestação. Tendo o aborto induzido e o espontâneo. Dedicou-se a investigar sobre o aborto espontâneo, como o próprio nome sugere é aquele que ocorre de forma natural e ainda não existe meios que possam evitar este acontecimento. A ocorrência do aborto muitas vezes se dá por má formação do feto ou por problemas hormonais, há que diga que mulheres com abortos recorrentes podem ter influências psicológicas, devido à insegurança que a perda volte a ocorrer. Existem casos onde a mulher busca incansavelmente por uma gravidez de sucesso, mas a sua natureza muitas vezes não permite, tendo como opção a fertilização assistida, mas mesmo assim não ausenta a possiblidade de perda. Estamos falando sobre perda, serão esclarecidos quais são as influências psicológicas para mulher no processo de abortamento. Também trazendo como meio de cura ou de alivio da dor a psicoterapia individual na abordagem da Gestalt-terapia onde visa resgatar a capacidade da mulher em se querer bem.


PDF:
Download

Indexado em: junho 28, 2021
Cursos Associados: Psicologia
Tags Associadas: Nenhuma Tag associada a publicação