Título do TCC:

Incidência de infecções hospitalares que se desenvolvem na unidade de terapia intensiva em uma cidade do meio oeste de sc e qual é sua epedemiologia


Autores:

Andressa Dutra Pagani


Orientadores:

Patrícia de Lima Ribeiro


Assunto:

Infecção hospitalar, pacientes, Unidade de Terapia Intensiva


Resumo:

Infecções hospitalares são todas aquelas que notificadas após 48h da admissão do paciente na instituição, ou até 48h após a alta do mesmo. O resultado de um paciente infectado é o aumento do tempo de internação, levando a um aumento de custos para as instituições e o aumento da mortalidade. Infecções hospitalares são consideradas mais graves nas UTIs devido serem unidades de alta complexidade tecnológica, que atendem pacientes graves, dependentes de suporte intensivo de vida. Esse termo infecção hospitalar vem sendo substituído por infecção relacionada à assistência em saúde, devido à amplitude ser maior e alcançando assim todos os lugares que prestam assistência a saúde. Com objetivo de identificar a incidência de infecções hospitalares que se desenvolvem na unidade de terapia intensiva em uma cidade do meio oeste catarinense e qual é sua epidemiologia, determinar os sítios de maior incidência dessas infecções nos pacientes através de analise de dados encontrados nos prontuários dos pacientes. A taxa de infecção hospitalar encontrada foi de 25% em 94 pacientes. O sítio de infecção mais comum foi o trato respiratório sendo a pneumonia associada à ventilação mecânica. O uso de antibióticos utilizados de maneira desnecessária indo contra o protocolo existente na instituição é elevado gerando maior resistência aos microorganismos além de gastos maiores para a instituição. A internação entre pacientes do sexo masculino foram mais elevadas, os principais motivos das internações estão relacionados a motivos neurológicos. Taxa de mortalidade confirma as das literaturas sendo uma taxa elevada ficando em 34% dos pacientes. A presente pesquisa é de abordagem qualiquantitativa exploratória, foram coletados os dados através de um escore de avaliação, foram coletados no período de janeiro a maio 2014. Os resultados deste estudo, apesar de ter sido realizado por um curto período de tempo, contribuem para mostrar como está à prevalência de IH na UTI e para fortalecer a importância de um programa de controle de infecção hospitalar efetivo com um maior envolvimento dos profissionais de saúde.


PDF:
Download

Indexado em: junho 23, 2021
Cursos Associados: Enfermagem
Tags Associadas: Nenhuma Tag associada a publicação