Título do TCC:

Imagens de si: o autorretrato como prática de construção de identidade


Autores:

Roselene Maria Rauen


Orientadores:

Daniel Bruno Momoli


Assunto:

Autorretrato, identidade, Rembrandt, Frida Kahlo, Cindy Sherman, Vik Muniz


Resumo:

Esta pesquisa tem como tema “Imagens de si: o autorretrato como prática de construção da identidade”. Apresenta como campo problemático os caminhos possíveis para uma discussão: Pensar a nossa identidade vai além de simplesmente responder a pergunta: Quem sou eu? Vai além de um nome, idade, sexo, profissão, grau de escolaridade? Ao desenvolvermos atividades que estimulem o processo de exploração de si mesmo proporcionaremos que o individuo identifique e demonstre suas próprias características, seus anseios, vontades, percepções, buscando explicitar de forma concreta seu “eu”? O autorretrato pode contribuir no processo de construção da identidade? O objetivo geral do trabalho é desenvolver um estudo sobre o autorretrato para a prática de construção da identidade desenvolvendo a observação e sensibilidade do olhar em relação a si mesmo no ensino de artes visuais. No capítulo dois intitulado “Conceituação e contexto” apresentamos algumas definições importantes sobre o retrato e o autorretrato na história da arte, tais como, conceitos e contexto histórico, além de discorrermos sobre o autorretrato como prática de construção da identidade. Os principais autores que fundamentam esse capítulo são: Gombrich, Renata Sant‟Anna, Pedro Azara, Luise West, Virginia Gil Araújo, Kátia Canton, Mariana Meloni Vieira Botti, Isabel Theis, Stuart Hall, Carol Strickland, Erik Erikson, Zygmunt Bauman. No capítulo três “Autorretratos em estudo: autorrepresentação, dualidade, multiplicidade e ilusão” analisamos a produção de autorretratos dos artistas Rembrandt, Frida Kahlo, Cindy Sherman e Vik Muniz a fim de buscar compreender o gênero autorretrato e explorá-lo para verificar se essa prática pode auxiliar na busca da construção da identidade. Os principais autores que fundamentam esse capítulo são: Kátia Canton, Saul de Oliveira Carvalho, Gilberto Vançan, Hayden Herrera, Laura Gracía Sanchez, Ana Lúcia Procopiak, Catherine Morris, Annateresa Fabris, Stuart Hall, Vladimir Safatle, Aracy Amaral. E no quarto capítulo, “Caminhos metodológicos” a luz dos autores Silvio Zamboni, Sandra Rey, Antonio Carlos Gil, R. D. Alyrio, M. M. Andrade, A. J. P. Barros e N. A. S. Lehfeld, A. Chizzotti, John Maanen e Peter K. Manning caracterizamos e explicamos a nossa pesquisa, além de apresentarmos o roteiro de aplicação, o universo e os sujeitos da pesquisa de campo, bem como a descrição do material empírico. Tudo isso para que possamos entender os resultados que foram obtidos e que são apresentados no quinto capítulo. O quinto capítulo “A prática do autorretrato: um momento de reflexão e construção da identidade” traz a pesquisa de campo e a análise de dados. Nele apresentamos a análise dos autorretratos produzidos pelo grupo. Consideramos o autorretrato como a forma expressiva da imagem, representação, apresentação, expressão e conhecimento de si para si mesmo. Consideramos como categorias de análise: o fazer (processo de produção poética e de constituição/afirmação da identidade do sujeito), o exprimir (sentido, significação, apresentação e representação), os elementos visuais e os relatos pessoais do sujeito (conhecimento de si). Tomamos aqui a arte como um espaço social construtor de subjetividades. O indivíduo ao se autorretratar organizou seus pensamentos, seus sentimentos, com o objetivo de dar significado a sua imagem. Trata-se de um processo complexo que envolve pensar, expressar, interpretar, criar e transmitir.


PDF:
Download

Indexado em: junho 17, 2021
Cursos Associados: Artes Visuais
Tags Associadas: Nenhuma Tag associada a publicação