Título do TCC:

Em busca do amor idealizado


Autores:

Catia Maristela Viater


Orientadores:

Débora Cunha de Almeida


Assunto:

Comportamento humano, Amor idealizado, Relações amorosas, Autoconhecimento


Resumo:

O presente estudo monográfico versa sobre o amor idealizado, sendo utilizado para delimitação e aprofundamento do tema o método indutivo e a pesquisa bibliográfica, com produção descritiva. Assim, apresenta estudos recentes e fazendo correlações com o decorrer da história do comportamento humano, que abordam o objetivo principal, qual seja mostrar a existência da concepção sobre o amor idealizado e suas influências no desenvolvimento dos grupos sociais, e também suas influências na saúde psíquica do indivíduo. O amor idealizado surge na contemporaneidade no intuito de fusão do “amor romântico”, no campo amoroso. A presente pesquisa teve por objetivo sistematizar as vivências e conceitos na atualidade no que diz respeito ao estabelecimento de vínculos afetivos, e a busca por um “amor idealizado” de acordo com os parâmetros e diretrizes hoje existentes, resultantes de um histórico estimulante a várias mudanças, tanto no âmbito biológico, social e psíquico. Envolvendo o contexto atual das relações afetivas, de acordo com o decorrer da história da humanidade e de suas relações interpessoais, a presente pesquisa refletiu sobre o modo que a sociedade nos tempos atuais, vivencia e interage, no aspecto de estar ciente de suas emoções, no âmbito de suas relações amorosas. Portanto a presente pesquisa fez o entendimento das relações amorosas, e o conceito de “amor” no contexto atual, colocando em evidencia se há ou não, a valorização do amor e do afeto, na construção dos relacionamentos amorosos na contemporaneidade. Pode-se perceber, através da pesquisa, de que ainda há evidências do “amor romântico” na sociedade atual. Compreende-se desse modo de que o conceito de felicidade está enraizado na fusão do amor “em metades”. Ou seja, o ser humano se compreende somente através do outro. Entende que necessita de outra pessoa para ser feliz e o campo amoroso ainda é permeado por essa compreensão de “fusão”, de duas metades. Consignou-se no presente trabalho as peculiaridades no modo de se relacionar dos seres humanos no campo amoroso na atualidade. Através dessa importante pesquisa constatou-se que a forma para se viver amorosamente seria na forma de reflexão sobre autoconhecimento e percepção de si. Sendo esse o requisito essencial para poder amar “outra” pessoa. E de que para relacionar-se saudavelmente nos tempos atuais se faz necessário primeiramente amar a si mesmo. E investir em relações que visem o compartilhamento mútuo dos mesmos ideais, e não se atendo na projeção de conteúdos e necessidades psíquicas pessoais no mundo externo, e sim, interagindo com o mundo com base em sua própria essência e singularidades.


PDF:
Download

Indexado em: junho 28, 2021
Cursos Associados: Psicologia
Tags Associadas: Nenhuma Tag associada a publicação