Título do TCC:

A sexualidade e infecções sexualmente transmissíveis na terceira idade: percepção de um grupo de idosos em um município do meio oeste catarinense


Autores:

Fabiola Martins dos Santos


Orientadores:

Wanderléia Tragancin


Assunto:

Sexualidade, infecções sexualmente transmissíveis, terceira idade


Resumo:

Trata-se de um estudo sobre a sexualidade e infecções sexualmente transmissíveis na terceira idade: percepção de um grupo de idosos em um município do meio oeste catarinense, com objetivo de identificar o conhecimento sobre a sexualidade e medidas de prevenção para infecções sexualmente transmissíveis, uma pesquisa de campo quantiqualitativa e exploratória do tipo descritiva. Os idosos que frequentam espaços culturais de dança do município foram convidados a convidados a participar da pesquisa de forma individual e voluntária. O questionário com perguntas autorais foi realizado aplicação e repasse das repostas no questionário pela pesquisadora responsável, facilitando o entendimento das perguntas durante a coleta dos dados, realizando a abordagem de assuntos com relevância ao tema, posteriormente, receberam orientações sobre IST’s e esclarecimento de dúvidas sobre os assuntos pertinentes. Foram questionados idosos de ambos os sexos, sendo considerados os que se fizerem presentes no espaço cultural de dança, com idade igual a 60 anos ou superior, referente a sua sexualidade e infecções sexualmente transmissíveis, compondo a amostra total da pesquisa, finalizou-se a coleta de dados em Fevereiro de 2020, após a aprovação do comitê de ética da UNIARP, com o parecer número 24147919.3.0000.5593. Os dados foram analisados por meio estatístico e apresentado através de gráficos e descrição das respostas abertas, os idosos foram identificados por letras para garantir o anonimato dos participantes. Os resultados apresentam que as opiniões dos participantes sobre sexualidade são distintas relacionados ao sexo ou sentimentos, e alguns não conseguiram estabelecer nenhum conceito. Sobre vida sexual dos idosos, observa-se que (60%) possuem vida sexual ativa. A maioria dos idosos da pesquisa entendem positivamente o uso de medidas de prevenção, sobre o uso de preservativo (67%) dos idosos da pesquisa não utilizam. Pode-se concluir a importância do papel do enfermeiro com programas direcionados ao tema com atividades que foquem na prevenção e qualidade de vida na terceira idade.


PDF:
Download

Indexado em: junho 21, 2021
Cursos Associados: Enfermagem
Tags Associadas: Nenhuma Tag associada a publicação