Título da Monografia:

O sensacionalismo da mídia frente às personalidades criminosas: consequências para a sociedade


Autores:

Patrícia Heusser


Orientadores:

Débora Cunha de Almeida


Assunto:

Personalidade criminosa, Sensacionalismo, Violência


Resumo:

Esta monografia teve como propósito apresentar não apenas os casos de sensacionalismo a partir da violência que foram notícia na mídia e de grande repercussão, mas realizar um levantamento das consequências para a sociedade expostas a essa banalização da violência, bastando apenas ligar a televisão e assistir diferentes programas e canais para ter uma noção. Expor que não são pessoas comuns que cometem crimes incomuns, mas sim personalidades antissociais, psicopatas e esquizofrênicos em momentos de surto não socializados ou medicados corretamente e explicar que o fato de vivenciar uma violência, durante muito tempo na infância, como o bullying, por exemplo, não é o suficiente para crescer e querer vingar-se tirando a vida de pessoas inocentes. Mostrar ainda que esse sensacionalismo pode causar ansiedade, crises de pânico, estresse pós- traumático, insegurança e medo em especial nas crianças, que não tem maturidade para entender tamanha violência. Dentre os vários crimes já explorados na mídia, alguns foram escolhidos para demonstrar que as situações que ocorrem não fogem a um traço de anormalidade. Desse modo a mídia tem responsabilidade sobre as transmissões, mas que não são levadas em consideração. Buscou-se na neurociência a explicação para o fato de mesmo causando repulsa a mídia sensacionalista retém tanta atenção do público, através de sistemas de recompensa. Outro fator importante para justificar o sensacionalismo é o papel do marketing para atrair consumidores para os patrocinadores de programas, que usam o sensacionalismo para manter a audiência e assim aumentar o valor desses anunciantes. E para finalizar o papel da bioética, onde a preocupação da ciência em não causar danos à sociedade através de seus estudos e resultados não é acompanhada pela mídia que não demonstra a mesma atenção ao explorar a violência cometida pelas personalidades criminosas. Desse modo a mídia é importante fonte de informação da sociedade, o que a torna negativa é o sensacionalismo. É preciso prezar pela ética e o compromisso apesar dos crimes estarem na sociedade e não ser produto da mídia, explorar as personalidades criminosas pode tornar a violência banalizada prejudicando a sociedade.


PDF:
Download

Indexado em: julho 1, 2021
Áreas Associadas: Direito
Tags Associadas: Nenhuma Tag associada a publicação