Título da Monografia:

O protagonismo da criança em seu processo de aprendizagem


Autores:

Rita de Cassia Amaral da Silva Ponzoni


Orientadores:

Thatijanne Santos Gonzaga de Carvalho Garcia


Assunto:

Primeira infância, Participação, Aluno, Práticas escolares


Resumo:

Mudanças na legislação ocorridas na última década impactaram a provisão de Educação Infantil (EI). Surgindo as pesquisas voltadas à infância e à EI, destaca-se a necessidade e a pertinência da participação ativa das crianças em seu protagonismo na aprendizagem, tanto nos estudos, como nos demais modos sociais aos quais esse sujeito histórico e social está inserido. Logo, o contexto escolar é concebido como espaço de múltiplas culturas essenciais na formação das crianças, sendo lugar de interações e aprendizados, dessa forma, cabe ao educador elaborar intervenções pedagógicas e espaços que considerem os seus direitos de participação em benefício da qualidade pedagógica na primeira infância. Nessa perspectiva, a presente monografia teve como objetivo compreender de que forma se constitui o protagonismo das crianças bem pequenas nas práticas escolares, durante a primeira etapa da Educação Básica. Especialmente, buscou balizar as possibilidades para a autoria infantil e o lugar dos infantes no planejamento das práticas educativas como mediador do conhecimento, possibilitando e potencializando as interações em espaços formais de educação. A metodologia está ancorada nos preceitos da pesquisa qualitativa de orientação sócio histórica, compreendida a partir das concepções Loris Malaguzzi, Vygotsky Paulo Freire e documentos que asseguram a relação dialógica entre os sujeitos e as linguagens infantis. A Educação Infantil é uma percurso cheio de desafios, onde os participantes deste processo constroem laços afetivos positivos que facilitam a sua interação, gerando assim conhecimento. É importante que os docentes compreendam as “cem linguagens”, utilizando a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) como documento norteador das práticas pedagógicas, contemplando os seis direitos de aprendizagem e desenvolvimento: conviver, brincar, participar, explorar, expressar e conhecer-se. Dessa forma, novos caminhos serão descobertos para que de fato as possibilidades de autonomia sejam criadas para os educandos, promovendo progressos pessoais, sociais e construindo um ser que se desenvolva integralmente.


PDF:
Download

Indexado em: julho 2, 2021
Áreas Associadas: Pedagogia
Tags Associadas: Nenhuma Tag associada a publicação