Título da Monografia:

Análise da percepção dos funcionários da área de manutenção de uma indústria frigorífica de videira sc em relação a segurança do trabalho


Autores:

Ricardo Piccinini Scolaro


Orientadores:

Everaldo de Castro


Assunto:

Análise de percepção, Segurança do trabalho, Manutenção em frigoríficos


Resumo:

As indústrias frigoríficas contribuem com significativo percentual na ocorrência de acidentes, sejam eles simples arranhões ou leves batidas, mas também, casos mais graves como cortes profundos, desenvolvimento de doenças, amputação de membros e até a morte de funcionários. Para que estas organizações venham a realizar o seu papel econômico-social de forma a causarem a menor quantidade de acidentes e incidentes possível, e fortalecer a busca pelo “acidente zero”, é possível se realizar uma análise da percepção que seus funcionários estão tendo em relação à segurança do trabalho. Deste modo, estas organizações passam a ser detentoras de um embasamento técnico a mais, auxiliando-as a tomar as melhores decisões sobre as práticas a serem aplicadas no âmbito da segurança do trabalho. Diante desta realidade, o objetivo do presente estudo foi analisar a percepção dos funcionários da área de manutenção de uma indústria frigorífica de Videira/SC em relação a segurança no trabalho. Foram elaborados e posteriormente aplicados aos funcionários da área questionários contendo perguntas Informativas, de Evolução Cultural e Conhecimento Técnico, e sobre estes, desenvolvidos parâmetros para a sua avaliação. Comparando os parâmetros pré-estabelecidos ás respostas assinaladas pelos funcionários, obteve-se um retrato sobre o estudo realizado. A área de manutenção da indústria alvo de estudo atua com uma predominância de profissionais contratados, com tempo de contratação na empresa bastante variado, porém com leve predominância numérica de 6 a 10 anos. A maior parcela dos funcionários se enquadra na faixa etária entre 26 e 35 anos, tendo como grau de instrução o ensino médio completo. Majoritário também foi o número de funcionários entrevistados do setor Apoio, desenvolvendo atividades de manutenção mecânica em turno diurno. Em se tratando do aspecto de Evolução Cultural, o presente estudo levantou que 66,99% da média dos funcionários já se encontram no patamar mais alto do Modelo DuPont da Curva de Bradley, configurado-se como Interdependentes em relação a segurança no trabalho. Na seqüência, 24,88% demonstraram-se Independentes, 3,88% demonstraram-se Dependentes e 1,62% Reativos. 2,61% correspondeu a média de funcionários que não flegaram nenhuma opção em questões do estudo. Dos 10 questionamentos feitos sobre conhecimento técnico, 6 deles geraram uma média de avaliados com conceito de Alto Conhecimento Técnico, 4 com conceito Médio Conhecimento Técnico e em nenhum dos questionamentos observou-se um Baixo Conhecimento Técnico em relação ao assunto. Na média geral o estudo evidenciou 73% dos questionamentos assinalados na opção correta, resultando assim no conceito de funcionários com Alto Conhecimento Técnico


PDF:
Download

Indexado em: julho 5, 2021
Áreas Associadas: Engenharia Sanitária e Ambiental
Tags Associadas: Nenhuma Tag associada a publicação