Título da Dissertação:

PERSPECTIVAS DA PERMANÊNCIA DOS FILHOS DE PRODUTORES NA PROPRIEDADE RURAL APÓS A FORMAÇÃO UNIVERSITÁRIA


Autores:

CAROLINE SCHMID


Orientadores:

Rosana Claudio Silva Ogoshi


Palavras-Chave:

1. Formação acadêmica. 2. Sucessão familiar. 3. Gestão rural. 4. Agronegócio. 5. Aprendizagem. I. Ogoshi, Rosana Claudio Silva. II TÍTULO.


Resumo:

Esta dissertação se insere na temática do Programa de Mestrado em Desenvolvimento e Sociedade por abordar a sucessão familiar na propriedade rural. A agricultura familiar no Sul do Brasil tem importante papel de contribuir com boa parte dos alimentos que chegam à mesa dos brasileiros, é responsável pelo desenvolvimento rural, diminuição do êxodo rural, segurança alimentar, sustentabilidade sócio ecológica, desenvolvimento econômico, geração de empregos e renda. Os estudos envolvendo a sucessão geracional na agricultura familiar apontam, claramente, para a saída dos jovens do meio rural. O objetivo geral desta pesquisa foi verificar os fatores relevantes na tomada da decisão do futuro profissional sobre assumir, ou não, a continuidade da atividade rural. Teve como objetivos específicos: levantar o perfil dos descendentes de produtores rurais; verificar se há alguma associação com o curso escolhido e o retorno ao imóvel rural familiar; analisar e descrever como ocorre a sucessão da propriedade rural em que se encontram inseridos estes indivíduos; levantar quais os atrativos para o retorno que levam os indivíduos a ficar ou abandonar o ambiente rural, sob os argumentos dos próprios indivíduos e verificar quais os fatores mais relevantes na tomada da decisão do futuro profissional, sobre retornar ou não para a propriedade. A população estudada foi composta por estudantes dos anos finais de duas instituições de ensino superior, uma em Santa Catarina e outra no Paraná. A amostragem foi por conveniência, com envio de questionário para todos os alunos do último ano de todos os cursos das instituições, obtendo-se uma amostra correspondente a 55 universitários. Quanto à abordagem do problema tratou-se de uma pesquisa de métodos mistos. Sobre o perfil dos participantes, houve predomínio de respondentes do sexo feminino, solteiras, com idade em torno de 23 anos, com de expectativa de retorno à propriedade rural e acreditando ser promissora a atividade que nela desenvolverão. O curso de agronomia (51,30%), seguido do curso de administração (10,30%) foram os mais predominantes no estudo, podendo-se observar dessa maneira que os cursos mais escolhidos pelos estudantes podem ser aplicados no ambiente que envolve a propriedade rural. Sobre como ocorre a sucessão, foi encontrada na pesquisa que a grande maioria dos pais estimularam os filhos a cursarem o ensino superior, porém no quesito sucessão rural as opiniões dividiram-se entre esperar o retorno do filho à propriedade após a graduação e a predileção para que ele opte por outro de ramo de atividade. Sobre os atrativos de retorno, encontrou-se a alimentação e a moradia barata, gostar da vida rural, a qualidade de vida, a possibilidade de permanecer junto a família, ser proprietário do próprio negócio e o horário de trabalho flexível. Observa-se com os resultados a pouca valorização, terra e expectativas de futuro são fatores relevantes para se buscar uma vida mais estável nas cidades, com salários fixos e direitos trabalhistas que teoricamente proporcionam uma vida mais prazerosa. Com esta pesquisa foi possível levantar os fatores relevantes na tomada de decisão dos descendentes de produtores rurais sobre assumir ou não a propriedade rural. Ressalta-se que embora a quase metade dos entrevistados disseram voltar à propriedade dos pais e dar continuidade a gestão, questões como a valorização do trabalho rural ainda precisa de maiores discussões acadêmicas. Palavras-chave: Formação acadêmica. Sucessão familiar. Gestão rural. Agronegócio. Aprendizagem.


Abstract:

Não Informado


Ano:

2020


Páginas:

Não Informado


https://acervo.uniarp.edu.br/?p=916
PDF:
Download

Indexado em: maio 26, 2021
Cursos Associados: Mestrado Acadêmico em Desenvolvimento e Sociedade
Tags Associadas: Nenhuma Tag associada a publicação