Título da Dissertação:

IMPLICAÇÕES DO PROGRAMA DE FORMAÇÃO-AÇÃO EM ESCOLAS CRIATIVAS NA PRÁTICA PEDAGÓGICA DE DOCENTES DA EDUCAÇÃO BÁSICA DE UNIÃO DA VITÓRIA


Autores:

Marli Horn


Orientadores:

Profa. Dra. Marlene Zwierewicz (Orientadora) – PPGEB/UNIARP


Palavras-Chave:

1 Educação Básica. 2. Formação docente. 3. Escolas Criativas.4. Transdisciplinaridade.5. Ecoformação. I. Zwierewicz, Marlene. II.Titulo. CDD: 370


Resumo:

Esta pesquisa envolve a formação docente e tem como base da intervenção a estrutura do Programa de Formação-Ação em Escolas Criativas ofertado nos últimos anos em diferentes municípios de Santa Catarina. O referido programa tem, entre seus objetivos, o intuito de contribuir para uma educação atenta às demandas da realidade atual e às incertezas em relação ao futuro da humanidade, acentuando o comprometimento das práticas pedagógicas com o bem viver individual, social e ambiental. Considerando a relevância que o programa vem assumindo nos locais em que está sendo desenvolvido, envolvendo especialmente a Educação Básica, constitui-se o seguinte problema de pesquisa: quais são as contribuições de uma formação com ênfase transdisciplinar e ecoformadora na prática pedagógica de docentes atuantes nos anos iniciais do Ensino Fundamental da rede Municipal de Ensino de União da Vitória – Paraná? Seu objetivo foi desenvolver uma proposta formativa transdisciplinar e ecoformadora, com base no Programa de Formação em Escolas Criativas, ajustada à realidade dos docentes de União da Vitória, Paraná, verificando suas contribuições para a prática pedagógica, para o planejamento do ensino e para a transformação do entorno escolar. Trata-se de uma pesquisa com intervenção fundamentada em autores como Gatti (2014), Gatti, Barreto e André (2011), Gatti et al. (2019), González Velasco (2017), Imbernón (2016), Moraes (1996, 2004, 2012), Morin (2009, 2011, 2015, 2018, 2019), Nicolescu (2005, 2014, 2018), Nóvoa (1992, 2008, 2017) Pineau (2004), Sá (2019), Suanno (2015, 2021) e Zwierewicz et al. (2017, 2020a, 2020b). O estudo priorizou a pesquisa-ação e a abordagem qualitativa e contou com a participação de 30 profissionais atuantes na gestão e na docência da Educação Básica. Para a coleta de dados, utilizaram-se as seguintes técnicas de pesquisa: a pesquisa com survey, a análise documental, o processo de cocriação e o grupo focal. As técnicas de pesquisa tiveram como suporte os seguintes instrumentos: i) um questionário sobre necessidades e potencialidades formativas aplicado no início da intervenção formativa, elaborado com base no instrumento criado por Almeida (2018); ii) um roteiro de planejamento utilizado para adaptar o Programa de Formação-Ação em Escolas Criativas às demandas apresentadas pelos gestores e pelos docentes que participarão do estudo; iii) um roteiro elaborado com base nos organizadores conceituais do PCE, proposto por Torre e Zwierewicz (2009), utilizado para elaborar um PCE por instituição de ensino durante os encontros formativos; iv) um questionário para conhecer a percepção dos docentes sobre os impactos da formação na prática pedagógica, no planejamento do ensino e na transformação do entorno escolar; v) um roteiro para o grupo focal utilizado para coletar dados sobre a percepção de parte dos participantes da pesquisa em relação às contribuições para uma prática transdisciplinar e ecoformadora. Como resultado, apresenta-se um produto educacional em forma de proposta formativa, aplicado e avaliado pelos participantes da pesquisa, acessível em https://educapes.capes.gov.br/handle/capes/599136. Para sua elaboração, consideraram-se demandas e potencialidades formativas levantadas no início da pesquisa, tais como: a necessidade de discutir a escolha das temáticas dos projetos, aproximando-as das reais condições de vida dos estudantes, sem subestimar os problemas planetários; analisar condições para implicar os estudantes na elaboração dos projetos; aprofundar discussões conceituais; valorizar a motivação dos participantes para estudos envolvendo a perspectiva transdisciplinar e ecoformadora; valorizar a percepção dos participantes no sentido de vincular pertinência à participação, à conexão com a realidade e à aplicabilidade, às vivências, às experimentações, o trabalho em equipe, ao respeito mútuo e à transformação social. Em relação à percepção dos participantes sobre as contribuições da intervenção formativa norteada pelas perspectivas transdisciplinares e ecoformadoras foram destaques: a flexibilidade no planejamento, possibilitando a participação na elaboração do PCE, inclusive enquanto já estava em andamento; o trabalho colaborativo que implicou profissionais da escola, estudantes e a comunidade; a ampliação de conhecimentos em relação às questões conceituais e metodológicas, bem como sobre a própria realidade local e global; a interligação entre os conteúdos dos diferentes componentes curriculares e desses em relação à realidade, o aprofundamento da relação entre a escola e a comunidade, o sentimento de pertencimento, a valorização e o comprometimento ecoformador, a valorização do PCE como uma metodologia que conecta e compromete as práticas pedagógicas com a vida. Palavras-chave: Educação Básica; Formação docente; Escolas Criativas; Transdisciplinaridade; Ecoformação.


Abstract:

Não Informado


Ano:

2021


Páginas:

128


https://acervo.uniarp.edu.br/?p=2326
PDF:
Download

Indexado em: agosto 27, 2021
Cursos Associados: Mestrado Profissional em Educação Básica
Tags Associadas: Nenhuma Tag associada a publicação