Título da Dissertação:

EM ANÁLISE A SUSTENTABILIDADE SOCIAL: A RELAÇÃO ENTRE AS POLÍTICAS DE COTAS DE BAIXA RENDA E A EVASÃO DOS ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO DO IFSC CÂMPUS CAÇADOR


Autores:

VIVIANE APARECIDA TRINDADE


Orientadores:

Levi Hülse


Palavras-Chave:

1.Graduação. 2. Evasão.3. Sustentabilidade social .4. Permanência 5. IFSC.6. Cotas Sociais. I. Hülse, Levi. II.Titulo


Resumo:

O Ensino Superior brasileiro expandiu-se fortemente nos últimos anos e a adoção de políticas públicas para acesso e permanência do estudante trouxeram, às instituições de ensino superior, um número elevado de estudantes provenientes de escolas públicas e em condições socioeconômicas adversas. Frente a essas circunstâncias, é primordial que as IES aprimorem mecanismos para oferecer meios de incentivo a permanência e o êxito dos estudantes a fim de dirimir os índices de evasão desses no ensino superior. Propõe-se com este estudo investigar as ações institucionais de permanência e êxito desenvolvidas para a permanência dos alunos ingressantes pelas cotas de baixa renda nos cursos de graduação do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) câmpus Caçador, observando as razões da evasão indicadas no sistema acadêmico e verificar o aproveitamento/êxito dos alunos cotistas e não cotistas durante o curso sob a ótica da sustentabilidade social. Para tanto, realizou-se uma pesquisa bibliográfica, levantando os principais trabalhos realizados com esse intuito capazes de fornecer dados atuais e relevantes relacionados ao tema. Utilizaram-se como fontes principais: legislação nacional; documentos institucionais (normativas, resoluções, documentos norteadores); entrevistas com servidores efetivos no câmpus, alunos ativos e egressos dos cursos de graduação de Engenharia da Produção e Sistemas de Informação, entre os anos de 2018 e 2020; dados do SIGAA (Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas), da Plataforma Nilo Peçanha e controle estatístico do registro acadêmico do câmpus Caçador. Foram colhidas 46 respostas de pesquisa, um total de 57,5% da amostra pretendida. Em se tratando de ingresso nos cursos do Câmpus Caçador, a opção mais escolhida é por vagas remanescentes e por ampla concorrência, a opção de cotas de escola pública, renda inferior a 1,5 salário mínimo e não preto, pardo e indígena é a segunda da lista. Verificou-se que, em relação ao gênero, a entrada do sexo masculino é mais elevada, sendo, notoriamente, a evasão também. Notou-se, ainda, a evasão se dá em número maior pelos ingressantes não cotistas. Verificou-se que em se tratando de ações para aumentar a permanência dos alunos cotistas e não cotista, os servidores do Câmpus Caçador trabalham em conjunto e que o setor da Coordenadoria Pedagógica foi o mais indicado no cômputo da realização das ações para diminuir a evasão e aumentar a permanência dos alunos de graduação. Palavra-chave: Graduação. Evasão. Sustentabilidade social. Permanência. IFSC. Cotas sociais.


Abstract:

Não Informado


Ano:

2021


Páginas:

Não Informado


https://acervo.uniarp.edu.br/?p=957
PDF:
Download

Indexado em: maio 26, 2021
Cursos Associados: Mestrado Acadêmico em Desenvolvimento e Sociedade
Tags Associadas: Nenhuma Tag associada a publicação