Título da Dissertação:

CARACTERIZAÇÃO DEMOGRÁFICA DE CÃES E GATOS DOMICILIADOS E SEMIDOMICILIADOS EM UNIÃO DA VITÓRIA – PR


Autores:

JULIANA BONFIM DA SILVEIRA


Orientadores:

Rosana Claudio Silva Ogoshi


Palavras-Chave:

1. Dinâmica populacional. 2. Animais de companhia 3. Controle populacional. 4. Saúde pública. I. Ogoshi, Rosana Claudio Silva. II. TÍTULO


Resumo:

O crescimento populacional dos animais de companhia vem aumentando de maneira considerável. Entretanto, a posse responsável não é praticada por todos os tutores de animais ocasionando problemas para um adequado desenvolvimento da sociedade, principalmente a saúde pública como a superpopulação de animais errantes e aumento do índice de disseminação de zoonoses. A investigação deste estudo busca contribuir para o adequado desenvolvimento regional assim como agregar no âmbito social, sendo este um dos objetivos do Programa de Mestrado Acadêmico em Desenvolvimento e Sociedade. Dados demográficos estimativos sobre animais de companhia ainda são insuficientes no Brasil, em especial na região do estudo. Assim, o presente estudo objetivou a caracterização demográfica de cães e gatos em diferentes bairros no município de União da Vitória - PR, através da análise de dados obtidos por recenseamento de amostragem estratificada. Foram realizadas 1.200 entrevistas nos 21 bairros da área urbana da cidade. O estudo revelou que a população animal corresponde aproximadamente a 60% do número de habitantes. A razão população humana/população animal registrada foi de 1,7:1; a razão humanos/cães se apresentou em 2,1:1 e humanos/gato 8,8:1. A população animal superou o número de crianças entre 0 a 12 anos, sendo apontados 3,8 animais para cada criança. Entre os animais, 30% eram semidomiciliados e 68,4% apresentaram potencial reprodutivo, por não serem castrados. A razão macho/femea apresentada foi de 0,91 para caninos e 0,73 para felinos. A população animal do município é jovem, a média de idade registrada foi de 4,8± 4,0 anos para os cães e 4,8± 2,7 anos para gatos. Foram analisadas relações entre as informações obtidas pelo questionário para o mapeamento de estruturação de programas educativos, de controle de zoonoses e de controle populacional no município. Preconizando os índices determinados pela Organização Mundial da Saúde, conclui-se que a população animal na cidade é elevada, bem como existem bairros de potencial progressão do número de animais errantes. Trata-se de um estudo pioneiro, que servirá como referência para conhecer a realidade local e contribuirá para uma gestão direcionada de políticas públicas voltadas ao controle populacional destes animais. Palavras-chave: Dinâmica populacional. Animais de companhia. Controle populacional. Saúde pública.


Abstract:

Não Informado


Ano:

2019


Páginas:

Não Informado


https://acervo.uniarp.edu.br/?p=922
PDF:
Download

Indexado em: maio 26, 2021
Cursos Associados: Mestrado Acadêmico em Desenvolvimento e Sociedade
Tags Associadas: Nenhuma Tag associada a publicação