Título do Artigo:

Necrópole vertical


Autores:

ANA PAULA HERTZER


Assunto:

lóculo, necrópole vertical, necrochorume


Resumo:

Este artigo tem como objetivo a investigação acerca de cemitérios verticais Esse interessante modelo construtivo passou a ser desenvolvido em virtude da ideia de que, com o tempo, cemitérios tradicionais se tornam de significativo impacto ambiental, poluindo o solo e a água. A verticalização dos cemitérios tornou-se uma boa alternativa diante das problemáticas ambientais e da falta de espaço dos cemitérios tradicionais. Visto que a preocupação com o destino dado aos corpos sem vida, a questão cultural, de religiosidade, da saúde pública e de um novo uso para um espaço, fez nascer o interesse pelo tema: Necrópole Vertical. O fato de que a degradação dos corpos pode consistir em grande foco de contaminação por necrochorume, a falta de espaços e segurança nas grandes metrópoles aponta para a verticalização como solução ideal para a construção de cemitérios, mantendo os costumes tradicionais, onde o sepultamento é feito em jazigos horizontais, em estanques de concreto armado, existindo a possibilidade também dos restos mortais e cinzas também serem acomodadas em seus lóculos. Estes locais se assemelham a edifícios, e são preparados para receber e armazenarem as urnas funerárias, sem que seja necessário enterrá-las, para que todas as substâncias decorrentes do processo de decomposição possam ter a destinação correta. O objetivo primário neste estudo é proporcionar aos habitantes das cidades um convívio amistoso e integrado com estes espaços, respeitando as normas vigentes e as determinações legais. Então, observando as obras correlatas, pretende-se chegar a um modelo de necrópole vertical que satisfaça todos os quesitos de integração com o meio, pertencimento a população e saúde pública.


PDF:
Download

Indexado em: maio 17, 2021
Cursos Associados: Arquitetura e Urbanismo
Tags Associadas: Nenhuma Tag associada a publicação